Como economizar combustível?

greve dos caminhoneiros gerou desabastecimentos em todos os serviços e produtos. Nunca foi tão importante gastar combustível a conta gotas. Por isso, nesta edição, vou dar dicas simples, mas que realiza verdadeiro milagre da multiplicação de quilômetros rodados por litro de combustível.

Você não precisa acelerar muito! Quanto mais baixa a rotação, sempre melhor será o consumo de combustível. Acelere no máximo 2000 / 2500RPM

Nada de carro na banguela! Se você está numa descida, tem que ir com o carro engrenado. Além de mais seguro, o consumo de gasolina é zero nestes casos, nos carros com injeção.

Calibragem de pneus é superimportante! Quanto mais inflado o pneu estiver, mais fácil o carro rola. Fique atento porque cada carro tem a sua calibragem correta.

Para controlar a temperatura do carro, o ideal é: na cidade, andar com ar desligado e vidros abertos; na estrada, vidros fechados e ar ligado.

O momento que mais gasta combustível é a saída do carro da inércia. Então, ao ver um sinal fechado, não acelere, vá diminuindo para que dê tempo dele abrir novamente.

Dica extra:

Não encha o tanque demais! Isso pode danificar o automóvel, além de gerar desperdício. Pare no clique da bomba.


Prius, o carro híbrido da Toyota

O carro representa a visão da montadora sobre a mobilidade no futuro, com o desenvolvimento de veículos cada vez melhores e mais amigáveis ao meio ambiente

modelo é o primeiro veículo da marca a ser montado sobre a plataforma TNGA (Toyota New Global Architecture – Nova Arquitetura Global da Toyota). Como resultado final, o Prius apresenta desenho marcante e melhor conforto e dirigibilidade. Seu centro de gravidade está mais baixo e seu coeficiente aerodinâmico (Cx) foi reduzido de 0.25 para 0.24, resultando em melhor performance e diversão ao volante.

O desenho funcional do Prius foi pensado para minimizar o consumo de combustível e as rodas de liga leve de 15 polegadas receberam calotas com partes curvadas em forma de onda, que mitigam a resistência ao ar. Há ainda aletas aerodinâmicas frontais e traseiras que otimizam a passagem do vento. As inovações alcançaram o interior e a qualidade dos materiais utilizados garante conforto e suavidade ao toque. O habitáculo está maior, com as linhas finas da base do painel alinhadas às portas, até a eliminação do excesso de revestimentos na parte transversal do painel de instrumentos, portas e colunas.

O modelo combina um motor a gasolina de 1.8 litro VVT-i de ciclo Atkinson, com 98 cv de potência a 5.200 giros e 14,2 kgfm de torque a 3.600 rpm, que foi redesenhado e teve redução de tamanho e peso. Esse propulsor funciona em conjunto com outro elétrico de 72 cv e 16,6 kgfm de torque, garantindo aceleração suave e excelente conforto ao rodar em qualquer tipo de condução. O Prius entrega potência combinada estimada de 123 cv, priorizando o baixo consumo de combustível, sem comprometer o desempenho. Em testes realizados pela Toyota no Japão, ele acelerou de 0 a 100 km/h em 11 segundos.

O eixo da transmissão e o motor elétrico também foram redesenhados, reduzindo o peso combinado. O propulsor elétrico, especificamente, está mais compacto e teve sua relação peso/potência melhorada. Em comparação à geração atual, houve uma redução de 20% nas perdas mecânicas por fricção. O software do sistema híbrido recebeu atualizações que melhoraram a percepção de aceleração, revelando respostas mais suaves e diretas, mesmo em rotações mais baixas. Os componentes fundamentais do sistema, como unidade de controle de potência e a bateria, também foram redesenhados ou revistos, para reduzir peso e melhorar a eficiência do veículo.

A bateria híbrida de níquel, responsável por alimentar o motor elétrico, antes localizada no portamalas, foi transferida para a parte inferior direita do banco traseiro, contribuindo para a redução do centro de gravidade e aprimorando a estabilidade na condução do veículo, sem comprometer o espaço interno para os ocupantes. Uma entrada de ar foi introduzida no banco do passageiro, otimizando o arrefecimento da bateria híbrida e melhorando sua performance. O Prius é considerado uma referência mundial em baixa emissão de poluentes. O modelo emite cerca de 40% menos CO2, comparado a um veículo convencional.

Fonte: Toyota do Brasil