Chile

É uma terra de extremos, passando por belos lagos, vulcões, geleiras e excelentes vinhos

Um dos destinos mais procurados nesta época do ano, o Chile oferece inúmeras opções para diversos gostos e bolsos. Visita ao deserto mais árido do mundo, lagos, florestas, vulcões, geleiras, ilhas, trilhas, natureza, bons vinhos, aventuras na neve, a moderna e animada capital Santiago. Sem contar a cultura e hospitalidade de seu povo.

Santiago do Chile – Capital

A capital chilena tem em torno de seis milhões de habitantes e muitas atrações, como o Palácio de La Moneda, sede da presidência da república, o Cerro Santa Lúcia, Cerro San Cristóbal, segundo ponto mais alto da cidade, o Sky Costanera, mirante no último andar da torre mais alta da América Latina. O prédio tem 300 metros de altura e o mirante fica no 62º andar, o parque Bicentenário, o Pátio Bellavista com seus bares e restaurantes.

Um lugar muito bonito para se visitar é o Embalse el Yeso, na região do Cajón del Maipo, localizado a 100 quilômetros da capital. Ali é a região central da Cordilheira dos Andes e o local é o reservatório principal de abastecimento de água potável na cidade de Santiago. Perfeito para contemplar a natureza e a vista maravilhosa.

O país é muito conhecido pela sua produção de vinhos, as visitas às vinícolas não podem ficar de fora do roteiro e o tour mais famoso é o da Concha y Toro, fundada em 1883 por Don Melchior de Concha y Toro, empresário e político chileno, que começou como negócio familiar, mas devido a qualidade do vinho, tornou-se empresa comercial e hoje é a maior do país. Existem muitas outras vinícolas para serem visitadas, como a Undurraga.

Castelo Wulff em Viña del Mar

Próximo a capital estão as cidades de Valparaíso e Viña del Mar. Em Valparaíso, se localiza uma das casas do poeta chileno Pablo Neruda, chamada de La Sebastiana, hoje um centro cultural, onde podem ser encontrados quadros, coleções de mapas, antiguidades, móveis e muitas relíquias. Viña del Mar é uma das cidades litorâneas do Chile e o local é rico em arquitetura, cultura e culinária. Ali existem diversos palácios, parques, restaurantes e bares.

Valle Nevado

O Valle Nevado, situado a 3200 metros de atitude e fica a 40 quilômetros e de Santiago, na Cordilheira dos Andes. Atualmente é o maior centro de práticas esportivas neve do hemisfério sul. A temporada começa em junho e termina em outubro e a visita pode ser bate e volta, a partir de Santiago ou mesmo uma estada rápida de um ou dois. O número de noites vai depender da disponibilidade de tempo e o objetivo da viagem. O Valle Nevado Ski Resort é um dos melhores centros de esqui da América do Sul. Tem 39 pistas para todos os tipos de esportistas, desde iniciantes a profissionais.

No sul do país é possível conhecer Pucón e Villarrica com seus centros termais, vulcões, rios, lagos e atividades esportivas como rafting, canopy, canyoning e trekking. E também Chillán e seu centro de esqui Nevados de Chillán.

A Patagônia chilena é um show à parte. Exótica e selvagem, com sua natureza intocada, coberta de montanhas, fiordes, geleiras e bosques. Torres del Paine é o lugar ideal para pessoas que gostam de trekking. A Ilha de Páscoa, conhecida também por Rapa Nui, pertence ao Chile, mesmo estando a 3000 quilômetros de distância, no Oceano Pacífico. É o território habitado mais isolado do mundo, e justamente por isso recebeu a caracterização de “umbigo do mundo”. Hanga Roa é a única cidade da ilha onde ficam o aeroporto e a maioria dos hotéis e restaurantes. Dentre os passeios é possível visitar os vulcões Rano Kau e Rano Raraku, além de lindas trilhas, atividades como mergulho, snorkeling, excursões às ilhas vizinhas e passeios de caiaque.

Lago turquesa de Embalse el Yeso

No norte do país está o Deserto do Atacama. O mais alto e seco do mundo. Está a 2440 metros acima do nível do mar. A paisagem é linda e muito diferente, com montanhas cheias de neve, vulcões, geysers, penhascos, vales, dunas, lagos coloridos e exóticas formações rochosas. É preciso contratar agência para passear por lá. Uma visita ao Chile não é suficiente. As muitas atrações e cenários diferentes, fazem com que se tenha uma ótima desculpa para voltar sempre que possível. Incrível e surpreendente!