Retomada do Mercado Imobiliário

Apesar dos números da economia brasileira terem maltratado o mercado em vários setores no ano passado, as expectativas para 2018 são otimistas.

O resultado do Balanço de 2017 dos Indicadores Imobiliários da Construção, divulgado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), aponta que o País fechou 2017 com 9,4% mais vendas, em relação ao ano passado, e mais lançamentos, 5,2%. Em todo o Brasil, 135 mil imóveis novos estão em busca de um comprador, número 12% menor que há um ano. Sinal de que novos lançamentos devem sair.

Lindomar Queiroz, diretor da HAB TAG, incorporadora que nasceu em Campinas, acredita que o cenário do setor imobiliário na cidade está aquecido e as expectativas são as melhores possíveis. “Nos últimos meses com a estabilização da inflação e a queda dos juros alguns empreendimentos já dão sinais de que os tempos de crise estão ficando no passado e um novo ciclo virtuoso se inicia”, comenta.

O diretor da HAB TAG ainda frisa que o aumento de demanda e boas ofertas são preferencialmente para apartamentos de dois e três dormitórios, nas localidades com boa infraestrutura urbana. “Um bom exemplo é o empreendimento Residencial Villeneuve, localizado no Swiss Park. Após 90 dias do lançamento, cerca de 70% dos apartamentos já tinham sido comercializados e a perspectiva é que as unidades restantes sejam negociadas rapidamente”, completa Lindomar.

Com previsão para entrega em 36 meses, o empreendimento oferece excelente localização, uma ótima planta e financiamento facilitado

Adriana Santo André, diretora da Construtora Santo André, parceiro da HAB TAG no empreendimento Villeneuve, acredita que projetos como este, aliados a boas condições de pagamento, financiamento bancário na planta e outros atrativos na facilitação da compra, são os responsáveis pelo sucesso nas vendas. “O empreendimento que oferece boa localização, excelente planta e financiamento facilitado é garantia de liquidação rápida. No caso do Residencial Villeneuve, as obras já foram iniciadas e os interessados devem vir rápido para aproveitar as últimas unidades”, elenca.

“Este crescimento demonstra a importância do mercado imobiliário de Campinas e comprova que o setor reserva excelentes oportunidades para quem deseja fazer um bom investimento. A perspectiva de corretores e consultores financeiros é de rápida valorização num curto espaço de tempo, tornando-se excelente oportunidade de investimento, catalisada pela queda das taxas de juros”, opina Marcos Fontes, diretor da HAB TAZ, empresa de consultoria imobiliária e professor da FGV, especialista no mercado financeiro imobiliário.


A G2F mantém quatro unidades da imobiliária em Campinas, sendo duas delas na região do Parque Prado e Swiss Park

Aquecimento do Mercado

Um estudo do Secovi aponta queda de 36% no estoque de imóveis em Campinas e para o diretor Regional do Secovi em Campinas, Marcelo Coluccini, mesmo com as dificuldades econômicas do Brasil nos últimos anos, que impactaram diretamente o ritmo da cadeia da construção civil, o setor continua apresentando resultados importantes na região. “Os números de lançamentos e vendas e a redução significativa nos estoques de imóveis demonstram a importância do mercado imobiliário local, e comprovam as grandes oportunidades de negócios oferecidas em nossa cidade. Quem investir por aqui, tem, no futuro, a expectativa de alta valorização”, comenta Coluccini.

Para os sócios da G2F Imóveis, Flávio Eduardo Ferreira e Edgar Fernandes Júnior, que mantém quatro unidades da imobiliária em Campinas, sendo duas delas na região do Parque Prado e Swiss Park, acreditam no potencial crescente da região. “Sentimos um aquecimento no mercado e estamos confiantes. As pessoas estão pesquisando e comprando mais”, diz Flávio.

Segundo os empresários, a região do Swiss Park é um dos melhores custos-benefícios da cidade de Campinas. “Acreditamos muito no potencial desta região, que agrega uma infinidade de opções que o complexo oferece, a segurança, a localização, o baixo custo de condomínio e IPTU, torna o local muito atrativo”, explica Edgar.

Flávio comenta que a região onde está localizado o Parque Prado também oferece um gama muito grande de condomínios com plantas atualizadas, infraestrutura, segurança e lazer completo, além de ficar próximo ao centro da cidade, ter fácil acesso as principais rodovias da região (Anhanguera e Bandeirantes) e a grandes centros comerciais, como shopping, hotéis e o aeroporto de Viracopos. Além disso, grandes construtoras e incorporadoras investem continuamente no bairro. É um bairro jovem, o padrão dos imóveis atende as expectativas de modernidade, conforto e qualidade de vida”, diz o empresário.

Para os empresários que estão otimistas com a retomada do mercado imobiliário, as pessoas já estão mais seguras e já buscam oportunidades para investir em imóveis. “Os clientes estão mais seguros e querem comprar, investir ou trocar de imóvel. Os apartamentos até R$ 800 mil são os mais procurados e os lançamentos tem auxiliado muito no aquecimento das vendas”, conclui Edgar.


A Rede Provectum, composta por 19 unidades em Campinas e região, está apostando no aquecimento do setor

Boa Perspectivas

Outro fator que favorece a compra de imóveis residenciais neste ano é a retomada do crédito para financiamento imobiliário com juros menores e certa flexibilização. A gerente regional da Construção Civil da Caixa Econômica Federal em Campinas, Isadora Paiva de Moraes, conta que em 2018, de acordo com resultado projetado do primeiro Tri em relação ao mesmo período de 2017, a estimativa é de uma evolução de 30% na contratação de financiamento com pessoas físicas, e 142% em contratações com pessoas jurídicas, que representam lançamentos de novos empreendimentos. “Estes números indicam o aquecimento do segmento da Construção Civil na região metropolitana de Campinas (RMC) e a retomada da confiança dos investidores”, completa Isadora.

Muitos acreditam que o momento é de virada e é nisso que apostam as 19 imobiliárias de Campinas e região, que compõem a Rede Provectum. O otimismo vem da queda da taxa de juros no mercado, que deve continuar até o final do ano, segundo especialistas, e da redução dos estoques de imóveis que estavam acumulados há meses.

O primeiro sinal da retomada veio em setembro e de acordo com o último balanço do grupo, houve um aumento de quase 30% no número de negócios fechados, em comparação com o mês anterior. “Se compararmos com os números do mesmo mês em 2016, esse aumento é de quase 100%. Esse desempenho é o grande sinal de que o mercado está reagindo. Com isso, temos um acumulado de mais de 1700 negócios fechados em 2017 e a expectativa é continuar subindo”, comemora Luiz Bueno, diretor da Rede Provectum.

Os lançamentos tiveram uma importante participação nessa retomada, dos 251 negócios fechados em setembro, 133 foram de imóveis recém-lançados, o que representa mais da metade do total, seguido de locações (68) e vendas (50).

Os aluguéis também devem ajudar a aquecer o setor de imóveis em Campinas nos próximos cinco meses. “Historicamente há um aumento considerável nesse tipo de negociação entre os meses de outubro e fevereiro, por causa das universidades na região. Nesse período muitos estudantes chegam à cidade em busca de imóveis para locação, movimentando o mercado”, explica Bueno.

Paula Haddad, gerente de marketing da Rede ainda conta que outro indicativo de recuperação são as consultas que o grupo vem recebendo. Em todos os canais de anúncios já foram mais de dois milhões de acessos em portais, sites, placas e até pessoalmente, o que significa que o consumidor está novamente buscando o bom negócio. “É um número recorde e a explicação é que o mercado está se sentindo seguro novamente para investir. Fazer essas buscas e consultar o corretor é o primeiro passo para quem quer fazer o investimento certo”, conclui Paula.


O condomínio Reserva do Itamaracá oferece infraestrutura que se integra às belezas naturais da região e paisagismo exuberante de porte adulto

Apostando no Setor

O diretor da Antonio Andrade Empreendimentos Imobiliários, acredita que planejamento e seriedade resultam em produtos de qualidade e, consequentemente, conquistam a confiança do seu público-alvo. “Analisamos diversos aspectos do mercado para que nosso produto transforme a vida das famílias e proporcione valorização para consumidores e investidores”, ressalta.

Com a retomada do mercado imobiliário, a Empreendedora deu inicio as obras da segunda fase do Reserva do Itamaracá, um empreendimento residencial de alto padrão localizado em uma das áreas mais nobres e valorizadas de Valinhos. “Estamos otimistas com o setor e o aquecimento do mercado imobiliário vem de encontro com o início das obras de infraestrutura que caracteriza a segunda fase do empreendimento e da entrega do clube decorado e mobiliado previsto para o mês de abril”, conta o diretor da Antonio Andrade Empreendimentos Imobiliários.

O condomínio foi implantado em uma área de 139,5 mil m², com 42 lotes de 420m² em média, infraestrutura pensada em cada detalhe que se integra às belezas naturais da região, segurança, lazer completo, cabeamento subterrâneo, reuso da água em áreas comuns e paisagismo exuberante de porte adulto. “Nessa segunda fase, temos condições especiais de comercialização dos lotes, com flexibilidade no pagamento. É um lugar ímpar e ótimo para se viver, elenca Rodrigo.


Matriz consórcio Embracon

Consórcio

Imóveis, seja residencial ou comercial, são sempre uma ótima opção de investimento, e além dos financiamentos bancários e outros tipos de crédito para aquisição de um imóvel existente no mercado, o consórcio imobiliário vem se consolidando nos últimos anos como uma ótima alternativa de financiamento.

Fábio Prado, diretor de vendas da Embracon, grupo com mais de 100 filiais espalhados pelo país e cerca de 10 unidades na RMC, explica que o consórcio é bastante simples. “Uma administradora reúne um grupo de pessoas interessadas em adquirir o mesmo tipo de bem, e que estejam dispostas a pagarem parcelas mensais, que formarão o caixa do grupo. Em seguida, graças a esse caixa, periodicamente um determinado número de membros do grupo recebe uma carta de crédito, que será usada na compra daquilo que desejam”, diz.

Ele conta que a demanda por consórcios cresceu cerca de 27% em 2017, segundo a Associação de Administradoras de Consórcios (ABAC). “No ano passado foram vendidas 284,7 mil cotas de consórcios de imóveis, resultado 26,4% superior as vendas de 2016. O crescimento do volume de crédito gerado por este negócio é maior ainda, com alta de 45,1%, ou seja, em R$ 38,77 bilhões”, elenca o diretor.

Fábio Prado salienta que como o consórcio é gerado por um grupo de pessoas que se autofinancia, ou seja, não há captação de recursos no mercado financeiro e por isso, não há taxas de juros. “O diferencial do consórcio é que não há cobrança de juros. Operamos com a cobrança de da taxa administrativa apenas, que significa que no final do plano, com a diluição da taxa nas parcelas, o consorciado paga menos que no financiamento”, ressalta.

Para quem deseja planejar a compra de imóvel novo ou usado, fazer reformas, construir ou ainda quitar uma dívida junto a instituição financeira para fugir das altas taxas de juros, o consórcio é uma excelente alternativa. “No consórcio imobiliário o participante adquire uma cota no valor do bem desejado e paga parcelas mensais de acordo com sua capacidade financeira e não é preciso dar entrada. A contemplação ocorre por sorteio ou se disponibilizar de algum valor, pode ofertar um lance para aumentar suas chances de contemplação. Também é possível usar 25% do valor da carta de crédito para dar de lance e aumentar as chances de contemplação. Outra opção é utilizar o FGTS para oferta de lance ou quitação do consórcio”, esclarece o diretor de vendas da Embracon.

Além disso, o executivo diz que muitas imobiliárias vêm apostando em parcerias com administradores de consórcio para alavancar os negócios. “Atualmente é comum firmar parceria empresarial entre empresas que competem pelo mesmo mercado ou que comercializam produtos que se complementam de alguma forma. No setor imobiliário, por exemplo, o consórcio é bom para ambas as partes. Tanto a imobiliária quanto o cliente saem ganhando com o negócio. A empresa consegue atender aos clientes que desejam comprar um imóvel e não possuem o montante do valor, com o consórcio fica muito mais fácil concretizar o negócio”, finaliza Fábio.


Leroy Merlin Anhanguera, localizada na Rodovia Anhanguera, KM 97- junto ao Trevo da Bosch

Oportunidade

De 16 de março a 9 de abril, a Leroy Merlin dá o empurrãozinho que faltava para quem sonha em construir ou reformar a casa. O Festival da Construção chega com ofertas em 505 produtos, que englobam as necessidades do cliente ao longo de todas as etapas de uma obra.

São materiais de construção, elétricos, cerâmicas, encanamentos, madeiras, ferramentas, sanitários, pinturas e ferragens em preços muito competitivos. É o momento perfeito para realizar desde pequenas mudanças, como trocar o telhado, até grandes transformações.

Durante os 25 dias, todas as 41 lojas da Leroy Merlin e o e-commerce participarão do evento. Para completar as ofertas, há ainda mais uma facilidade de pagamento: quem comprar com o cartão Celebre!, poderá parcelar em 10 vezes sem juros.

A Leroy Merlin chegou ao Brasil em 1998 trazendo um novo conceito para o mercado de Material de Construção. Com foco na qualidade de produtos, atendimento e serviços, a empresa oferece em suas lojas ambientes espaçosos e agradáveis para receber melhor seus Clientes. Considerada multiespecialista do lar, por ser especializada em Construção, Acabamento, Bricolagem, Decoração e Jardinagem, a Leroy Merlin apresenta aos seus Clientes a maior variedade de produtos em 80 mil itens divididos em 15 setores: Materiais de Construção, Madeiras, Elétrica, Ferramentas, Tapetes, Cerâmica, Sanitários, Encanamentos, Jardinagem, Ferragens, Organização, Pintura, Decoração, Iluminação e Cozinhas. As lojas oferecem serviços diferenciados, como Fábrica de Cores, Troca de Mercadorias, Espaço Projeto, Corte de Madeira e Vidro, Cursos de Bricolagem, Entrega em domicílio, Estacionamento, Café, Fraldário, Molduraria, Mesa de Bricolagem, Coleta Seletiva, Drive-Thru, entre outros.

Hoje, a rede francesa possui 41 lojas distribuídas em dez estados brasileiros, mais o Distrito Federal e uma Loja Virtual que atende todos os estados do país. Entre as unidades, a Leroy Merlin Niterói (RJ) foi a primeira loja de Varejo Certificada do Brasil por meio do processo de construção sustentável e Uso e Operação sendo assim a primeira loja 100% AQUA – Alta Qualidade Ambiental, construída e mantida sob os mais rigorosos padrões de economia de recursos naturais. Hoje, a rede possui treze lojas 100% AQUA, Jacarepaguá (RJ), Taguatinga (DF), Campinas Anhanguera (SP), Sorocaba (SP), Serviços Internos (SP), São Bernardo do Campo (SP), Jaguaré (SP), São Leopoldo (RS), Londrina (PR), Curitiba Atuba (PR), São José (SC), Fortaleza (CE) e Maceió (AL), somando um total de 34 certificados, destacando a Leroy Merlin como a empresa com maior número de certificação AQUA/HQE no mundo na categoria varejo.

A Leroy Merlin é líder, pelo sétimo ano consecutivo, no setor de Varejo da Construção Civil, conforme o Ranking Nacional das Lojas de Material de Construção realizado, anualmente, pela equipe de Redação da Grau 10 Editora, que edita a Revista Anamaco. A empresa foi eleita entre as três mais sustentáveis pelo “Prêmio Os Mais Importantes do Varejo”, realizado pela Revista Novarejo nos anos de 2012, 2013 e 2014, e sua sede está entre os 10 prédios mais sustentáveis pelo site Exame. Ainda em 2013, 2014, 2015 e 2016, a Leroy Merlin foi premiada entre as 50 melhores empresas para se trabalhar no país, de acordo com a pesquisa anual divulgada pelo Great Place to Work® Brasil em parceria com a Revista Época e 1º lugar do segmento Varejo de Material de Construção, no Ranking da pesquisa “As empresas mais admiradas no Brasil” nos anos de 2010, 2011, 2012, 2013 e 2015, realizado pela Revista Carta Capital.