Harmonização de Cervejas

Quando pensamos em harmonizar comida e bebida, sempre lembramos do nosso velho conhecido vinho. Justo pensarmos nele, afinal, culturalmente comida e vinho sempre caminharam lado a lado.

Porém, a cerveja vem se mostrando tão versátil quanto o vinho. São inúmeras combinações, aromas e sabores que dão a cerveja uma maior possibilidade de harmonizar com diversos alimentos. Não há regras perfeitas para harmonizar, mas, levar em consideração algumas diretrizes podem aumentar o prazer da combinação. Identificar os elementos da bebida e do prato ajudam a compreender de que forma mesclar os sabores. O tipo de preparo do alimento tem influência na harmonização.

Basicamente cervejas leves combinam com pratos leves e cervejas pesadas com pratos mais incorpados. Combine uma salada com frutos do mar com uma German Pils ou uma Witbier e uma costela assada com imperial IPA ou Brown ALE.  Pense em harmonizar por corte, contraste ou semelhança. No corte é usual usar cervejas com alta carbonatação, álcool e amargor para limpar seu palato com comidas mais gordurosas. No contraste a cerveja e a comida tem características diferentes e acabam por complementar um ao outro. E na semelhança busque por cervejas e pratos que “casam” por semelhança de sabores. Nas três opções, quando bem casadas podem terminar com um terceiro novo sabor.

A melhor forma de apreciar uma boa harmonização é praticar diferentes pratos com diferentes cervejas. Use as diretrizes básicas e experimente. Cerveja vem acompanhada de uma boa comida, companhia e descontração, portanto, permita-se.  Provolone defumado harmoniza com cervejas de perfil defumados, Blues Cheese com cervejas de perfil maltados, alimentos mais gordurosos com Imperial IPA é assim por diante, Cheesecake com fruit beer e sobremesas a base de chocolate com Porter ou Stout.

Conheça o que está preparando e se possível a cerveja que irá harmonizar, permita-se e prove. Prepare-se para um novo mundo. Bom apetite e cheers!