A vez das frutas

Não é de hoje que as frutas são usadas na produção de cervejas e apesar de não ser um ingrediente tradicional, tem seu lugar garantido na cerveja. Antigamente os cervejeiros usavam o que tinham à mão para fermentar e dar sabor a suas cervejas.  Morangos, framboesas, mirtilos, pêssegos, cerejas entre outras frutas eram utilizados no mosto cervejeiro.

O método de adição de frutas é muito comum em todas as escolas cervejeiras. Na Alemanha era bem comum o uso de frutas e especiarias, porém, com a promulgação da lei de Pureza Alemã, o uso de qualquer ingrediente que não fosse água, lúpulo, malte e levedura era banido. Na escola Belga o uso era, e é, bem comum até hoje. A escola inglesa e a americana se aventuram na produção e criação de novos estilos com a adição de frutas.

Podemos destacar as Fruit Beer que são cervejas com uma base pré-definida (Weizen, Pale Ale, Witbier, entre outras), adicionado determinada fruta na mosturação ou maturação, trazendo a cerveja características da fruta usada. Há também as famosas Fruit Lambics, que as leveduras presentes na fruta ajudam na fermentação da cerveja, processo esse que pode levar meses e até anos e são cervejas complexas e muito saborosas.

Desde que usada corretamente, praticamente toda fruta pode ser usada na cerveja, no entanto frutas ácidas e azedas se encaixam melhor na hora de produzir. A relação amargor / frutas/ malte / leveduras deve ser sempre bem pensado. Claro que quando falamos de frutas, dê sempre preferência a cervejas que usam frutas naturais e não extratos de frutos.

São cervejas que casam bem com pratos salgados e doces. Experimente comer um brigadeiro branco junto com um fruit lambic de cereja, vai te surpreender. O Brasil vem com tudo nessa tendência e tem nos apresentado ótimos resultados na adição de frutas. Talvez pelo fato de sermos um grande celeiro de variedades de frutas que casam muito bem com cerveja. IPA’s com goiaba, uvaia, limão capeta, Witbier com limão siciliano, maracujá, Sour com graviola, uvas ou jabuticaba são algumas das produções promissoras que as cervejarias nacionais vêm apresentando ao público. Cheers!