A fonte da juventude

busca pelo elixir da juventude sempre fascinou a humanidade. Afinal, quem não deseja viver muito, e bem?

Contudo, envelhecer é, reconhecidamente, inevitável para o ser humano desde o nascimento, mas deve-se saber envelhecer, evitando, ao máximo, tudo o que nos faz perder anos de juventude. Apesar de não podermos ainda dominar o envelhecimento, é possível fortalecer nosso organismo e envelhecer de forma natural e suave, com qualidade de vida.

O mundo científico não se descobriu a fórmula para deter o envelhecimento, mas está revelando estratégias de como evitar os males que chegam com a idade. Algumas pessoas são jovens para sua idade, fisiológica e mentalmente ativas e vigorosas, tanto quanto alguém cronologicamente mais jovem, porque retardaram o ritmo de envelhecimento adotando um estilo de vida que previne doenças relacionadas à idade. Outras fizeram escolhas que aceleraram o envelhecimento, e outras, ainda, nunca pensaram sobre isso, acreditando que tudo depende da genética.

Nossas escolhas e nossos comportamentos exercem muito mais impacto sobre a longevidade e a saúde do que a nossa herança genética. O poder de cada um sobre o destino de sua própria saúde aumenta com o passar do tempo. As pessoas não têm necessariamente a idade indicada em seus documentos.

Do ponto de vista biológico, podem ser mais jovens ou mais velhas, dependendo do modo como cuidam de si mesmas ao longo da existência. Conforme os anos avançam, enquanto os genes vão perdendo a capacidade de causar maiores danos por si sós, o estilo de vida ganha mais relevância. Em geral, as doenças genéticas se manifestam nos primeiros vinte anos de vida. A genética controla cerca de 75% do desenvolvimento de um feto. Se o embrião carrega mutações genéticas graves, ainda que a mãe siga os preceitos de uma boa gestante, ele não vinga. É um dos mecanismos biológicos mais importantes para a proteção e a perpetuação da espécie. Se o feto, no entanto, possui uma genética favorável, mesmo que seja exposto a comportamentos inadequados da mãe, como fumar ou beber, ainda são boas as chances de ele nascer com saúde.

Certamente, você não pode superar totalmente o processo de envelhecimento para ultrapassar o limite estipulado para nossa espécie que, segundo muitos especialistas, é de 120 anos. Nem é muito sábio viver mais tempo do que se possa aproveitar. A meta não é simplesmente esticar a vida, mas aumentar a vida “funcional” ou saudável! Até a próxima edição!