Quem canta, seus males espanta!

Por meio da música é possível transmitir palavras, sentimentos e ideias que ganham proporções didáticas, quando bem direcionadas.

A música é um dos principais meios de comunicação existentes na sociedade e está presente em todas as culturas, fazendo parte da educação. As canções possuem um papel importante na educação das crianças, contribuem para o desenvolvimento psicomotor, socioafetivo, cognitivo e linguístico, além de facilitar o processo de aprendizagem.

Bárbara Souza, professora de música do Colégio Crescer, acredita que a música tem grande influência e importância no processo de aprendizagem. Estimula a comunicação entre as crianças, a auto expressão, favorece o surgimento de novas sensações e emoções, que muitas vezes não são expressadas por meio da fala. “A música aumenta a capacidade cognitiva e estimula a criatividade, trazendo ganhos ao raciocínio, além de ajudar na socialização, respeito e aceitação de regras”, explica.

A professora conta que quando ouvimos música, os centros de prazer do cérebro são ativados, como quando fazemos algo que gostamos e esse é um fator importante que favorece a autoestima. “Aprender a tocar um instrumento aumenta a autoestima e inteligência emocional especialmente quando é praticada em conjunto com outras crianças, eles aprendem a importância do trabalho em grupo. Ouvir música melhora o humor, como já diz o ditado popular: quem canta seus males espanta”, elenca Bárbara.

“Como professora de música, procuro ser uma facilitadora no processo de desenvolvimento das crianças, procurando fazer com que o momento da musicalização seja da mais pura felicidade, onde as crianças desenvolvem o gosto pela música, pela prática musical e o respeito pelo próximo. A música é ensinada por meio de brincadeiras e cantigas de roda, prática de conjunto, atividades de expressão corporal e dança, canto, rimas, percussão de instrumentos, objetos e improvisação. As crianças têm a oportunidade de aprender sobre história da música, instrumentos de orquestra, confecção de instrumentos musicais, seus materiais e famílias sonoras”, finaliza a professora de música do Colégio Crescer.

A musicalização é um processo de construção do conhecimento, favorecendo o desenvolvimento da sensibilidade, criatividade, senso rítmico, do prazer de ouvir música, da imaginação, memória, concentração, atenção, do respeito ao próximo, da socialização e afetividade, também contribuindo para uma efetiva consciência corporal e de movimentação.  “O processo de musicalização na educação infantil está relacionado a uma motivação diferente do ensinar, em que é possível favorecer a autoestima, a socialização e o desenvolvimento do gosto e do senso musical das crianças”, explica.

Cantando ou dançando, a música de boa qualidade proporciona diversos benefícios para as crianças e é uma grande aliada no desenvolvimento saudável dos pequenos.