Sessão azul

Férias chegando e a ” Sessão Azul ” é um convite para as crianças e jovens com distúrbios sensoriais irem ao cinema. O ambiente é todo adaptado para recebê-las, luzes acesas, sons mais baixos e a interação entre elas é permitida.

Esses são os principais diferenciais do Projeto, que em Campinas vem acontecendo uma vez ao mês no Parque Dom Pedro Shopping.

A estreia foi em abril, mês de conscientização do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) e a parceria entre a CapaciTEAutismo e Kinoplex atendeu quase 200 pessoas, que pagaram meia-entrada.

Entre os compromissos do Shopping está o de oferecer lazer para toda a comunidade e com o projeto “Sessão Azul”, as crianças com distúrbios sensoriais e seus familiares podem desfrutar de bons momentos juntos. Guilherme Marini, superintendente do Shopping tem certeza que o projeto será um sucesso.

Leonardo Cardoso, um dos idealizadores do projeto, relata que para dezenas de pais foi a primeira vez que levaram os filhos ao cinema. É uma oportunidade inclusão, já que as sessões são abertas ao público.

A psicóloga Carolina Salviato, outra idealizado da iniciativa, acrescenta que a decisão de iniciar as sessões foi após observar casos em que as famílias de pessoas com o TEA deixavam de ter o convívio social por receio ou vergonha da reação do autista. Além disso, há poucas opções de entretenimento especializados para esse público no Brasil.

A proposta funciona como uma extensão ao trabalho terapêutico e auxilia os pais a lidarem com as dificuldades de adaptação em ambientes novos. A “Sessão Azul” se estende a outras deficiências, como pessoas com Síndrome de Down e paralisia cerebral, que agora podem desfrutar de momentos únicos de lazer.

Mães e filhos em sintonia e alegria nas salas dos cinemas. E que a “Sessão Azul“ possa colorir a vida de muita gente, com filme, pipoca, refrigerante e muitos sorrisos.

Para informações sobre as próximas datas das sessões, acesse o site www.sessaoazul.com.br ou a página do projeto no facebook: sessaoazul.