Garoto prodígio, empresário de sucesso!

Eduardo Lelis é o caçula de uma família de três filhos e sua mãe costuma dizer que sempre foi precoce. Aos 34 anos, é proprietário da concessionária de motos Ducati e de uma empresa de importação e distribuição de lubrificantes, que acaba de se tornar multinacional, com filial na Florida/EUA.

Ele conta que desde pequeno trabalhava com o pai, que era comerciante, e sua trajetória sempre foi de sucesso. Aos 18 anos ingressou em uma instituição financeira como estagiário e dois anos depois já gerenciava uma filial. “Com 20 anos eu tinha cerca de 30 subordinados e uma agência de banco sob minha responsabilidade”, conta.

O aprendizado adquirido na instituição financeira fez com que Eduardo alçasse voos mais altos. “Apesar de ser bem remunerado, pedi demissão e montei minha primeira loja de revenda de motos multimarcas, uma paixão de infância”, comenta o empresário.

Sempre apaixonado por motos e antenado nas tendências de mercado, após quatro anos da abertura do seu primeiro negócio, decidiu abrir uma concessionária da marca Suzuki. Depois montou uma segunda loja de revenda de motos importadas de maior cilindrada e em 2013 foi escolhido por uma das marcas mais desejadas no mundo das duas rodas, a Ducati, para representar e revender suas motos. “Participei do processo seletivo da marca e fiquei surpreso quando recebi a notícia que tinha sido escolhido para representar a marca em Campinas e região”, comemora Eduardo.

Casado, desde os 21 anos, com Carolina, que ajuda o empresário administrar os negócios, e pai do Bruno, de 12 anos e do Felipe, 6 anos, Eduardo, o caçula precoce da família Lelis receberá no final do mês, o título de Honra ao Mérito, da Câmara Municipal de Campinas, pelo destaque como empresário no mercado campineiro e diz que seu grande sonho é abrir uma creche para abrigar crianças carentes. “Sonho em ter um espaço que receba crianças carentes enquanto os pais trabalham. Um espaço seguro que proporcione educação, saúde, alimentação e lazer aos pequenos que precisam de amparo”, confessa Lelis.