Cerveja e Café

Se você é um apreciador de café e cerveja esse é o texto certo. Duas bebidas consumidas mundialmente e que fazem a cabeça de muitos. Nosso café do dia a dia nos mantém ligados e a cerveja que nos uni e relaxa no fim do dia.

Normalmente associamos cervejas escuras com o café, muito por conta da cor, que varia de marrom ao preto fechado. Mas, o que mais remete a bebida é a torra que os grãos sofrem, podendo remeter ainda mais ao café. Para dar cor ao grão, o malte sofre um processo de torrefação, similar ao processo do grão do café, trazendo assim características da bebida para a cerveja. Alguns estilos como Porter, Stout e suas variações levam em sua composição grãos torrados que remetem ao aroma e gosto de café, mas, isso não quer dizer que há infusão da bebida na cerveja. Com a variação da torra do malte a percepção do café pode variar de um simples café coado à um expresso intenso.

Esses estilos de cerveja nasceram no Reino Unido e logo se espalharam para as demais áreas da Europa e ao redor do mundo. Contudo, com a criatividade dos cervejeiros, para realçar ainda mais torra do grão, usam o café in natura e até mesmo a bebida pronta, trazendo nuances mais específicas do café. Diferente torra dos grãos, infusões a frio, diferentes tipos de café das mais variadas regiões, cores e variando os mais diversos estilos de cerveja. IPA, lager, blond ale, sour , e o que mais a criatividade do cervejeiro permitir.

Um exemplo bem interessante da mistura de café e cerveja é a Dádiva Golden Stout, cervejaria de Várzea Paulista, que uniu as variedades Icatu Amarelo e Obatã Vermelho da Fazenda Ambiental Fortaleza, que passam pelo processo de cold brew onde a cerveja ganha mais corpo e menor acidez. A cerveja apresenta complexos aromas de café, tosta, baunilha e cacau, porém, o mais interessante é a cor dourada da bebida mostrando que nem tudo é o que parece ser.

Duas paixões unidas que vão te fazer descobrir novos sabores e complexos sabores!