Lata ou garrafa?

Você já teve essa dúvida? A variedade de marcas, embalagens e tipos de cerveja deixa cada vez mais o consumidor em dúvida do que levar para casa.

Estamos acostumados com as cervejas de lata, muito tradicionais nas gôndolas dos supermercados, mas tratando-se de cervejas especiais a dúvida paira sobre nossas cabeças. Qual seria a melhor? Garrafa ou lata?

De fato, as duas embalagens contém o mesmo líquido, a mesma cerveja embalada na lata, vai para a garrafa, mas então há diferença? Fisica e sensorialmente sim. Mesmo a garrafa sendo âmbar, o vidro permite a incidência de luz e isso pode causar alteração no composto do lúpulo, gerando um efeito chamado light-struck que causa defeitos sensoriais na cerveja, conhecido também como aroma de gambá. Outro ponto negativo da garrafa é o maior contato do liquido com oxigênio, podendo aumentar a oxidação da bebida. Até mesmo uma tampinha mal colocada pode alterar o sabor da bebida.

 

Já a cerveja envasada em lata não tem absorção de luz e seu contato com o oxigênio é bem menor, fazendo que sua percepção sensorial seja mais próxima a receita original.

 

As latas são amplamente recicladas no Brasil. “Praticamente não se acha latinhas espalhadas pelo chão”, aponta. Já as garrafas, principalmente as de 600ml, podem ser retornáveis. Financeiramente, no entanto, o envaze em lata no país ainda é restrito às grandes cervejarias, pois a tecnologia de enlatamento exige um investimento muito alto, dificilmente suportado por empresas menores.

Outro ponto a ser discutido é a questão ecológica. A maioria das latas são recicladas, já as garrafas podem ser retornáveis, reutilizadas ou recicladas, mas o material usado para fazer vidro além de ser abundante, tem um baixo custo, tornando economicamente não viável a reciclagem.

É valido lembrar que o estoque, o transporte, o armazenamento nos estabelecimentos e os custos de produção tem seus pontos negativos e positivos no embate de latas e garrafas.

A discussão é longa e os defensores das latas e das garrafas sempre acham um meio de argumentar a favor de sua embalagem preferida. Que tal comprar a mesma cerveja em embalagens diferentes e tirar sua conclusão? Afinal, a cerveja une e cria laços inimagináveis. Saúde!