Fim de ano requer cuidados com o pet

As festas de fim de ano podem ser perigosas para seu bichinho

Natal e Ano Novo são sempre sinônimos de alegria e de muita correria. Mas para os animais pode ser um período estressante. Eles costumam sofrer com fogos de artifício, podem ingerir alimentos inadequados nas festas e sentem muito calor nos dias mais quentes. Algumas medidas simples podem ajudar a manter a segurança de seu pet no final de ano. O veterinário Flavio Pereira, do Centro Integrado de Medicina Veterinária (CIMV), dá dicas para deixar o seu pet em segurança e feliz.

Os bichos tem a audição mais aguçada que os humanos e o barulho dos fogos de artifício costumam assustar os animais. “Diante do incômodo dos fogos de artifício, aa presença do dono seja muito importante para acalmar os animais, o colo, quando possível é bastante acolhedor nesse momento. Alguns animais permitem a aplicação de tampões auriculares e o uso de tranquilizantes também pode ajudar dependendo da sensibilidade do pet, porém, é importante que este medicamento seja prescrito por um médico veterinário”, recomenda o especialista.

Flávio ainda chama atenção para os enfeites natalinos. “Muitos bichos, principalmente os filhotes, ingerem ou se ferem acidentalmente com as bolinhas, elásticos e fitas das arvores de natal. O pisca-pisca pode causar queimadura ou choque elétrico no animal, por isso mantenha-o longe ou  cubra os fios com tapetes, fixe no chão ou na parede com fitas adesivas”, alerta o veterinário.

Outro cuidado que devemos ter na época festiva é com a alimentação. “Evite dar alimentos da ceia para os pets. Esses alimentos geralmente são bem temperados, gordurosos e com ossos, uma combinação perigosa para quem tem um sistema digestivo sensível. Continue alimentando seu bicihinho apenas com a ração de costume”, considera Flávio.