África do Sul: um país para explorar as belezas naturais

Além dos icônicos safáris, há praias e pontos turísticos em que a natureza demonstra o quanto há para vivenciar neste pedacinho do continente africano

Safári, praias paradisíacas, parques, jardins e vinícolas são as atrações que fazem da África do Sul um país surpreendente. São diversas possibilidades de roteiros com paisagens que requerem máquina fotográfica e celular a postos o tempo todo.

Sim, os safáris são mesmo o principal atrativo turístico sul-africano. Há mais de 20 parques nacionais onde é possível observar a vida selvagem, a fauna e a flora, sempre com os guias experientes. O Kruger National Park é o destino mais famoso de quem quer viver esta aventura. Você pode escolher entre diferentes roteiros para avistar os Big Five (leão, leopardo, búfalo, elefante e rinoceronte) e para ver também antílopes (waterbock, bushbock, nyala), gnus, zebras, girafas, javalis, hienas e pássaros de todas as cores e tamanhos.

A Cidade do Cabo, que é a capital legislativa do país – Pretória é a capital administrativa – é um interessante ponto de parada. Paisagens de montanha e mar estão para todos os lados. A conhecida Table Mountain é um grande destaque. Ao subir por trilha ou de bondinho, você pode ter uma vista maravilhosa da cidade e do mar. Na região também ficam vinícolas que valem a visita. Já em Johannesburgo, vale incluir no roteiro o Museu do Apartheid, que conta cronologicamente a história do regime de segregação racial, o Lion Park e o Soweto.

Outra paisagem incrível do país está em Namaqualand. Na província que fica ao norte da Cidade do Cabo, Northen Cape, acontece um fenômeno único. Uma região desértica se transforma em um mar de flores quando o inverno é chuvoso. Formam-se verdadeiros mares nas cores rosas e azuis ou amarelas e laranjas, que parecem tapetes para os antílopes selvagens se locomoverem.

 

Sim, as praias são lindas!

Com uma costa de 2.798 km de extensão, dois oceanos banham o país: o Atlântico (mais gelado) e o Índico (mais quente). A junção desses dois mares foi batizada de Cabo das Tormentas, onde, historicamente, diversos navios naufragaram devido às frequentes tempestades. Para quem quer apreciar belas praias, boas opções estão na Cidade do Cabo. Camps Bay, muito frequentada por jovens, Muizenberg, conhecida pelas casinhas coloridas, e Boulders Beach, que abriga uma colônia de pinguins africanos, são imperdíveis. Já para o banho, a praia de Cape Vidal é a ideal por suas águas quentes e calmas e pela possibilidade de mergulhar com snorkel.

Ainda no quesito praias surpreendentes, vale esticar até a cidade de Durban, a terceira mais populosa da África do Sul, e conhecer a agitada Ballito, local onde acontece uma etapa do circuito mundial de surf.

Na região de Queizeene, ou simplesmente KZN, fica Santa Lucia, local que abriga o iSimangaliso Wetland Park, um dos maiores estuários (locais de encontro entre rios e mares) do planeta que, em 1999 foi declarado Patrimônio Mundial pela Unesco.

A hospedagem também pode ser escolhida de acordo com a afinidade do viajante. Há desde lodges de luxo a albergues descolados. Dentro e nos arredores dos parques nacionais e reservas também há bons hotéis. Na Cidade do Cabo, boa escolha é o The Twelve Apostles Hotel and Spa.